ele, meu.


Já falta tão pouco, tão pouco para te ver, abraçar, chorar e até gritar. Gritar até ficar sem folgo, mas apenas gritos de alegria. Voltar a sentir-te nos meus braços, eu e tu, juntos novamente. É deveras um sonho. Daqui a pouco, poderei dizer que se há tornado realidade. Entre tantos outros, este, é definitivamente o maior de todos eles, e o que tenho a certeza que irá realizar. Quero sentir o teu sorriso, o teu olhar. Quero ver a palavra «afilhada» a sair da tua boca, sentimentalmente. Poder dizer-te que tive saudades tuas e pedir-te novamente que não voltes a partir. Por mim, por todos nós. Sem ti muda tudo. Nada funciona, nada bate certo. És tu e não sei o que dizer. Perco as palavras. Fugiram com medo que tu o faças. Lembro-me de todos, sem tirar nem por, todos os nossos momentos, abraços, lágrimas, sorrisos, olhares. Sei que pode até não haver palavras, basta trocarmos olhares que, nós e apenas nós, conseguimos interpretar como ninguém. Por isto, e milhares, milhares, de emoções, sentimentos, acções, eu sinto a tua falta mais que ninguém. A palavra amo-te nunca foi tão bem entregue como a ti. És, és meu e ponto final.

-.-

Qual é o problema? Deixem-me ser livre!

Andrew

Tornas-te mais importante que qualquer outra pessoa. É a confiança, são os segredos, é a nossa cumplicidade. Tu compreendes-me melhor que ninguém, acreditamos ambos nos mesmo factos, ajudamos-nos mutuamente. Partilha-mos sorrisos, olhares, chamadas e mensagens. Alguém sabe do que se trata? Não. Podem descobrir? Não. E porquê? Por que tudo o que há entre nós, esta amizade de longa data, todo este carinho e toda esta admiração um pelo o outro ninguém a entende e ninguém a destrói. Prometo que serei sempre a tua Cara de Boneca.  :')

mines

As verdadeiras amigas são as de sempre, aquelas que te magoam quando te dizem a verdade nua e crua quando mais precisas de saber e quando menos precisas de ouvir. A esta altura do campeonato as "amizades forever" já estão muito bem delineadas. Conserva as reais. 



Tenho saudades. Quero voltar atrás, aos tempos de criança. Tudo mudou porquê? Os anos foram passando e tudo deixou de ser como era. Onde está a felicidade? A esperança, está a desaparecer cada vez mais rápido. A perfeição deixou de existir. Quero voltar a ser criança, voltar a ter todos os sorrisos estampados na cara, sentimentos, memórias é apenas o que me resta. Por onde ficaram as nossas lembranças? Brincadeiras? Ou até mesmo as nossas lágrimas? Quero voltar a ver tudo o vi, e tudo o que me vem á memória. Juntar tudo e todos de uma só vez. Olhar para tudo, e ver felicidade. Apenas sei que tudo desapareceu do dia para a noite, agora apenas resta relembrar todos os bons momentos passados junto a vocês. Nada disto pode fazer sentido, ou até mesmo ser repetitivo. Não me sei exprimir correctamente, ou então não dizer nada em concreto. Tanta coisa só tem um significado. Tenho saudades.

é história


E é tão bom saber que após este tempo todo, sem quaisquer sinais continuas a lembrar-te de mim. Fazes perguntas que me enchem de orgulho. Ouvir-te chamar-me de afilhada é dos maiores privilégios que eu possa ter. Todos os dias é uma batalha, acordar e pensar no quão longe estás de mim. Afinal de contas não posso pensar apenas por mim, estás a dar a volta ao mundo. É um prazer. Sempre que me lembro de ti e todos os nossos momentos, emociono-me e começo a chorar, chorar sem parar. Revolto-me porque não te tenho nem te posso tocar, apenas mantenho contacto contigo através de tecnologias. Nem todos os bons momentos estão em provas, mas sim na memória e daí ninguém os leva. Levaram-te para bem longe de casa, mas levas-te contigo o mais importante, a palavra afilhada e todo o seu amor que há entre nós dois. É história, é muita história. 



.


Já sofri, já amei, já chorei e sorri, já gritei e desejei gritar, já lutei e deixei lutas para trás. 

tu, nós.







Já receava que aquele momento por fim chegasse, no meio de prós e contras, conseguimos.
Estar nos teus braços, fez-me sentir viva, fez-me sentir que tudo valeu a pena.
Como qualquer ser humano, só damos o devido valor quando já nada nos pertence. Há esperança e confiança.
Sei que nada é em vão e que um dia, mais tarde ou mais cedo do que nós imaginamos, vamos voltar a estar juntos. Porém, tudo o que já nos aconteceu foi ... sem descrição.
Entreguei-me a ti de corpo e alma, e juntos formámos um só.
Hoje sinto falta daquela noite, daquele nosso momento. Recordo-me apenas, que foste o melhor que me aconteceu.