that's real?!

Há dias em que me pergunto, se estarei realmente acordada ou será apenas um pesadelo?!
Quando me apercebo que, sim, estou verdadeiramente acordada não quero por e simplesmente estar, desejo sempre em acordar, nem que para isso fosse necessário cair da cama.
De momento está tudo em meio-termo, não o que se passa, não sei o que sinto, fazer e dizer.
Aparece-me um sim acorrentado por um não, mas o resultado final é quase sempre o talvez. Ás vezes ajuda, em certas alturas, em dados momentos, mas nem sempre é útil.
Sem procurar respostas encontrei a mais verdadeira: "ninguém disse que ser feliz é fácil, verdade?". De facto ainda ninguém o provou, ninguém o disse. Agora sim, talvez está é a melhor resposta que já encontrei até hoje.

:3

"music, love & peace"

close your eyes, go on.

as palavras baralham-se de tal forma que nem sei o que digo, ou até mesmo sinto-me baralhada nos meus actos. são mil turbulências ao mesmo tempo, é incrível não é? incrivelmente mau, receio. como em todas as histórias, há a princesa e a bruxa, já me senti as duas personagens. não sei se isso será bom, ou mau, também não quero entender. mas afinal de contas quem é que tem de se sentir bem, eu ou os outros?! todos somos bons e maus, apenas eu sou julgada? tem certa piada, admito. acho que fiz tudo correctamente, fico há espera de um "feliz para sempre", mas algo corre pela negativa e as criticas aparecem por magia. nem sempre boas ou más, whatever, temos de as aceitar certo? então e eu?! alguém se preocupa realmente comigo? não me parece, acho que sou apenas eu, estou errada? mil perguntas, sem respostas. procuro a resposta certa, a única resposta possível para tudo, só encontro uma dica: fecha os olhos, avança.